Colaboração Pr. Gilberto Celeti Apec Brasil Radar Criança 2013

Jesus Cristo teve certa ocasião, uma contenda com os Seus discípulos, porque estes impediam que as crianças se aproximassem dEle. O Senhor chegou a ficar indignado e dirigiu-lhes então a seguinte palavra: “Deixai vir a mim os pequeninos, não os embaraceis, porque dos tais é o reino de Deus. Em verdade vos digo: Quem não receber o reino de Deus como uma criança de maneira nenhuma entrará nele” (Marcos 10:14,15).

Embora se possa provar, sem sombra de dúvidas, que 85% dos atuais cristãos receberam a Cristo quando ainda eram crianças, antes dos 15 anos de idade; contra 10% que o fizeram dos 15 aos 30 anos; e 5% que só tomaram esta decisão após os 30 anos; mesmo assim se coloca muito tropeço impedindo as crianças de virem a Cristo.

Lamentavelmente, não há visão e nem interesse em compartilhar o Evangelho com as crianças. A grande maioria dos trabalhos com as crianças é apenas contar historinhas, cantar musiquinhas, fazer oraçõezinhas, preparar programinhas, sem nenhuma preocupação em mostrar a realidade do pecado e como uma criança pode receber a Cristo como seu Salvador Pessoal.

Este quadro precisa mudar urgentemente! O problema, na verdade, é teológico. Há uma teologia deficiente quando se trata das crianças. Não existem duas teologias, uma para adultos e outra para crianças. Há isto sim, uma linguagem mais apropriada para o adulto e outra mais apropriada para a criança, mas não se pode esconder da criança a verdade do Evangelho.

É preciso levar a criança a se reconciliar com Deus, reconhecendo que é pecadora, buscando o perdão e confiando no sacrifício de Cristo realizado na cruz do Calvário, pois “o sangue de Jesus, seu Filho, nos purifica de todo pecado” (1 João 1:7).

Preparar crianças para o futuro é conduzi-las ao novo nascimento, contando-lhes a preciosa mensagem do Evangelho. Trabalhe em 2013 com boa Teologia!

Pr. Gilberto Celeti - E-mail: superintendencia.apec@apec.com.br 

Fonte:
Radar Criança 2013 Apec Brasil


Links do Site